domingo, 27 de setembro de 2009

Yom Kippur

Hoje, às 18hs, começa Yom Kippur.

Para os cabalistas, é o único jejum que interessa realmente e, também, o único que se extende à toda a humanidade. Ou seja, seguindo a Torah ou não, qualquer ser humano deveria guardar o Yom Kippur.

Basicamente, em Rosh HaShanah, a Criação inteira é julgada de maneira muito dura. Portanto, tudo o que fazemos neste dia é para amenizar este julgamento. Ele é festejado em dois dias, pois em um dia temos o aspecto Guevurah (mais imparcial e rígido) e no segundo dia temos o aspecto mais Chessed (mais misericordioso).

Temos, logo depois de Rosh HaShanah, os 10 dias de julgamento, onde somos simultaneamente "acusados" e "defendidos" na Corte Celestial. Todas as escolhas benéficas que fazemos neste período reverberam de forma muito maior e influenciam o veredito.

E, finalmente, temos Yom Kippur: o dia em que é anunciado o veredito sobre toda a Criação.

Várias coisas interessantes são feitas durante este dia, como o exorcismo de Azazel, para evitar grandes catástrofes advindas das decisões dadas pela Corte Celestial. Ele é o executor das correções violentas.

Mas, eu gosto muito do Unetaneh Tokef, que acho que é algo efetivamente útil para toda a humanidade, não só em Yom Kippur. Então, colocarei uma tradução livre deste cântico, para que outros possam desfrutar dele.

"Vamos agora relatar o poder da santidade deste dia, pois ele é poderoso e assustador. Nele, Sua Majestade será exaltada; Teu trono será firmado com bondade e Tu irás sentar nele com verdade. É verdade que Tu somente é Aquele que julga, prova, sabe e testemunha; Aquele que escreve e estabelece, (conta e calcula); Aquele que recorda tudo o que foi esquecido. Tu irás abrir o Livro das Crônicas - que se lerá a si mesmo e a assinatura de todos está nele. O grande shofar irá soar e um som contínuo e agudo será ouvido. Os anjos se apressarão, um tremor e um terror tomará conta deles - e eles dirão, "Atenção: é o Dia do Julgamento, que convoca a hoste celestial para o julgamento!" - pois ele não podem ser punidos por Teus olhos em julgamento.

Toda a humanidade passará diante de Ti como membros de um bando. Como um pastor cuidando de seu rebanho, fazendo as ovelhas passar debaixo de seu cajado, também Tu irás fazer passar, contar, calcular e considerar a alma de todo vivente; E Tu irás determinar as necessidades de todas as Tuas criaturas e inscrever seus vereditos. Em Rosh HaShanah será incrito e em Yom Kippur será selado quantos irão passar na Terra e quantos serão criados; quem irá viver e quem irá morrer; quem irá morrer em seu tempo predestinado e quem irá morrer antes de seu tempo; quem por água e quem por fogo, quem pela espada, quem por bestas, quem de fome, quem de sede, quem por tempestade, quem por praga, quem por estrangulamento, quem por apedrejamento. Quem irá descansar e quem irá vagar, quem viverá em harmonia e quem será importunado, quem desfrutará de tranquilidade e quem irá sofrer, quem será empobrecido e quem será enriquecido, quem será degradado e quem será exaltado. Mas ARREPENDIMENTO, ORAÇÃO e CARIDADE removem o mal existente no Decreto!

Porque Teu Nome signfica Teu louvor: difícil de se enfurecer e fácil de se acalmar, pois Tu não desejas a morte daquele que merece a morte, mas que ele se arrependa de seus atos e viva. Até o dia de sua morte, Tu o esperas; se ele se arrepender, Tu irás aceitá-lo imeditamente. É verdade que Tu és o Criador deles e Tu sabes da sua inclinação, pois eles são de carne e osso. A origem de um homem é do pó e seu destino e ao pó retornar, arriscando sua vida ele ganha o seu pão; ele é como uma farpa, como grama seca, como uma flor murcha, uma sombra passageira, uma nuvem se dissipando, como o vento soprando, como a poeira voando e como um sonho fugaz.

Mas Tu é o Rei, o Vivo e Eterno D-us. Não existe duração estimada para Teus anos e não há fim para a extensão dos Teus dias. É impossível estimar as carruagens angélicas de Tua glória e elucidar a inescrutabilidade de Teu Nome. Teu Nome é digno de Ti e Tu és digno de Teu Nome e Tu incluístes Teu Nome em nosso nome."

sábado, 19 de setembro de 2009

Shanah Tovah - 5770 Vav de Guevurah

Que 5770 seja realmente o portal de entrada da Era do Mashiach para toda a Existência!!

Mazal Tov!

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

A Escuridão e as Centelhas Divinas

"Existem centelhas de luz escondidas neste mundo. Algumas, podemos encontrar e liberá-las: quando você "Conhece a D-us em todos os teus caminhos", encontrando-O em qualquer coisa que você faça, estas centelhas saltam na sua direção e sua luz é liberta.

Mas há, também, as centelhas de tal intensidade que devem ser enterradas nas mais profundas entranhas do reino material e trancafiadas em densa escuridão. Estas são as centelhas que nenhuma busca ordinária poderia desvendar: seu intelecto não tem poder algum de sequer aproximar-se delas. Seus feitos jamais poderiam cavar tão fundo. Seus olhos seriam cegados pelo brilho delas e pela profundidade da escuridão que as cerca.

As únicas ferramentas que temos para libertar estas centelhas são as que superam nosso intelecto e nossos sentidos. Estes são os poderes interiores que são revelados quando nós superamos um teste de fé (n.t.: na Cabalah, não usamos o termo "fé" e, sim, "emunah", que é certeza).

Esta é a razão pela qual nossa certeza é testada constantemente nesta geração: estamos redimindo as centelhas de luzfinais." - Tzvi Freeman