sábado, 26 de dezembro de 2009

Avraham Abulafia

Este maravilhoso vídeo mostra um dos maiores especialistas em Avraham Abuláfia, Moshe Idel, falando sobre o método e os conceitos que este revolucionário místico consolidou no séc. XIII.

Infelizmente, não tem legendas, está em inglês.



Basicamente, o método abulafiano une 2 correntes até então antagônicas: a doutrina filosófica de Maimônides - que implica basicamente no autorefinamento constante e no desenvolvimento de virtudes intelectuais (mitzvot) e emocionais (midot) - e a experiência mística de Eleazar de Worms - que implica na utilização de nomes e letras sagradas que, ao serem permutados, alteram a nossa consciência desconstruindo os conceitos e a nossa visão de mundo, para que possamos nos abrir para todas as possibilidades e reconstruir a realidade a todo e qualquer momento.

Basicamente, o Baal Shem Tov se refere a isto em dois momentos:

- "Transformar ou morrer!"
- "(...) e todo homem deve crer que ele renasce a cada dia."

domingo, 27 de setembro de 2009

Yom Kippur

Hoje, às 18hs, começa Yom Kippur.

Para os cabalistas, é o único jejum que interessa realmente e, também, o único que se extende à toda a humanidade. Ou seja, seguindo a Torah ou não, qualquer ser humano deveria guardar o Yom Kippur.

Basicamente, em Rosh HaShanah, a Criação inteira é julgada de maneira muito dura. Portanto, tudo o que fazemos neste dia é para amenizar este julgamento. Ele é festejado em dois dias, pois em um dia temos o aspecto Guevurah (mais imparcial e rígido) e no segundo dia temos o aspecto mais Chessed (mais misericordioso).

Temos, logo depois de Rosh HaShanah, os 10 dias de julgamento, onde somos simultaneamente "acusados" e "defendidos" na Corte Celestial. Todas as escolhas benéficas que fazemos neste período reverberam de forma muito maior e influenciam o veredito.

E, finalmente, temos Yom Kippur: o dia em que é anunciado o veredito sobre toda a Criação.

Várias coisas interessantes são feitas durante este dia, como o exorcismo de Azazel, para evitar grandes catástrofes advindas das decisões dadas pela Corte Celestial. Ele é o executor das correções violentas.

Mas, eu gosto muito do Unetaneh Tokef, que acho que é algo efetivamente útil para toda a humanidade, não só em Yom Kippur. Então, colocarei uma tradução livre deste cântico, para que outros possam desfrutar dele.

"Vamos agora relatar o poder da santidade deste dia, pois ele é poderoso e assustador. Nele, Sua Majestade será exaltada; Teu trono será firmado com bondade e Tu irás sentar nele com verdade. É verdade que Tu somente é Aquele que julga, prova, sabe e testemunha; Aquele que escreve e estabelece, (conta e calcula); Aquele que recorda tudo o que foi esquecido. Tu irás abrir o Livro das Crônicas - que se lerá a si mesmo e a assinatura de todos está nele. O grande shofar irá soar e um som contínuo e agudo será ouvido. Os anjos se apressarão, um tremor e um terror tomará conta deles - e eles dirão, "Atenção: é o Dia do Julgamento, que convoca a hoste celestial para o julgamento!" - pois ele não podem ser punidos por Teus olhos em julgamento.

Toda a humanidade passará diante de Ti como membros de um bando. Como um pastor cuidando de seu rebanho, fazendo as ovelhas passar debaixo de seu cajado, também Tu irás fazer passar, contar, calcular e considerar a alma de todo vivente; E Tu irás determinar as necessidades de todas as Tuas criaturas e inscrever seus vereditos. Em Rosh HaShanah será incrito e em Yom Kippur será selado quantos irão passar na Terra e quantos serão criados; quem irá viver e quem irá morrer; quem irá morrer em seu tempo predestinado e quem irá morrer antes de seu tempo; quem por água e quem por fogo, quem pela espada, quem por bestas, quem de fome, quem de sede, quem por tempestade, quem por praga, quem por estrangulamento, quem por apedrejamento. Quem irá descansar e quem irá vagar, quem viverá em harmonia e quem será importunado, quem desfrutará de tranquilidade e quem irá sofrer, quem será empobrecido e quem será enriquecido, quem será degradado e quem será exaltado. Mas ARREPENDIMENTO, ORAÇÃO e CARIDADE removem o mal existente no Decreto!

Porque Teu Nome signfica Teu louvor: difícil de se enfurecer e fácil de se acalmar, pois Tu não desejas a morte daquele que merece a morte, mas que ele se arrependa de seus atos e viva. Até o dia de sua morte, Tu o esperas; se ele se arrepender, Tu irás aceitá-lo imeditamente. É verdade que Tu és o Criador deles e Tu sabes da sua inclinação, pois eles são de carne e osso. A origem de um homem é do pó e seu destino e ao pó retornar, arriscando sua vida ele ganha o seu pão; ele é como uma farpa, como grama seca, como uma flor murcha, uma sombra passageira, uma nuvem se dissipando, como o vento soprando, como a poeira voando e como um sonho fugaz.

Mas Tu é o Rei, o Vivo e Eterno D-us. Não existe duração estimada para Teus anos e não há fim para a extensão dos Teus dias. É impossível estimar as carruagens angélicas de Tua glória e elucidar a inescrutabilidade de Teu Nome. Teu Nome é digno de Ti e Tu és digno de Teu Nome e Tu incluístes Teu Nome em nosso nome."

sábado, 19 de setembro de 2009

Shanah Tovah - 5770 Vav de Guevurah

Que 5770 seja realmente o portal de entrada da Era do Mashiach para toda a Existência!!

Mazal Tov!

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

A Escuridão e as Centelhas Divinas

"Existem centelhas de luz escondidas neste mundo. Algumas, podemos encontrar e liberá-las: quando você "Conhece a D-us em todos os teus caminhos", encontrando-O em qualquer coisa que você faça, estas centelhas saltam na sua direção e sua luz é liberta.

Mas há, também, as centelhas de tal intensidade que devem ser enterradas nas mais profundas entranhas do reino material e trancafiadas em densa escuridão. Estas são as centelhas que nenhuma busca ordinária poderia desvendar: seu intelecto não tem poder algum de sequer aproximar-se delas. Seus feitos jamais poderiam cavar tão fundo. Seus olhos seriam cegados pelo brilho delas e pela profundidade da escuridão que as cerca.

As únicas ferramentas que temos para libertar estas centelhas são as que superam nosso intelecto e nossos sentidos. Estes são os poderes interiores que são revelados quando nós superamos um teste de fé (n.t.: na Cabalah, não usamos o termo "fé" e, sim, "emunah", que é certeza).

Esta é a razão pela qual nossa certeza é testada constantemente nesta geração: estamos redimindo as centelhas de luzfinais." - Tzvi Freeman

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Fazer o bem sem justificar a quem...

"O mundo não é um lugar razoável. Encontre-o em seus próprios termos: Quando fizer algo bom, faça-o além da razão.

*
É assim que as trevas encontram sua saída: Primeiro, elas concordam com tudo o que fazemos. Quando decidimos meditar, elas nos dizem: "Sim! Medite! Desta forma você se tornará um grande sábio!" Quando escolhemos fazer uma boa ação, elas falam "Sim! Você é tão maravilhoso! Pense no que os outros nos farão por causa disto!"

Pouco a pouco, elas nos convencem de que tudo de bom que fazemos precisa de sua aprovação. E, então, você cai na sua armadilha.

Faça o Bem sem razão. Assim, não há armadilhas." - Tzvi Freeman

domingo, 16 de agosto de 2009

A Vida é Feita de Paradoxos

Gosto muito de lidar com paradoxos, pois acho que a vida, dentro do mundo físico, é constituída dessa pulsação dos "opostos": ora é uma coisa, ora é outra e ambos têm que existir paralelamente, num eterno movimento de contração e expansão.

Em outras tradições isto também foi observado e expresso com diversas metáforas, sendo a mais famosa, o Yin-Yang do Tao.

A Tradição Cabalista está repleta de conceitos paradoxais. Na verdade, tudo deriva das noções de "Luz Oculta" e "Luz Revelada".

Dentro da Cabalá, a maneira mais didática que nossos sábios encontraram para trazer para o mundo físico esta noção cósmica, é o tal do binômio "receber-compartilhar".

Se você deseja compartilhar, precisa receber. No entanto, se você está sempre repleto, não há espaço para recebimento de nada. Portanto, é necessário se esvaziar, e fazemos isso compartilhando. O conselho cabalista é o compartilhar "radical". Compartilhe, mesmo que o mundo te force ao contrário.

Baseado nisso, está o conceito da contração voluntária. Tudo precisa se esvaziar para que o movimento do universo não seja interrompido. Portanto, podemos optar pelo auto-esvaziamento. Ou seremos chacoalhados pela vida e esvaziados à força.

"Positivo" é a expansão. "Negativo" é contração. Quando não gostamos, ou não entendemos a contração, classificamos a situação como "Mal". E, imaturamente, classificamos o mundo em "Bem" e "Mal" e cremos numa batalha exterior entre essas duas forças.

No entanto, há uma batalha INTERIOR entre nosso impulso por proximidade com a Luz e nosso impulso por afastamento da Luz. O "Mal" que se manifesta no mundo é reflexo das pequenas partículas de "Mal" que há dentro de nós mesmos. Se há violência no mundo, é porque há violência dentro de nós. Se há intolerância no mundo, é porque ela habita em nós. Se há injustiça no mundo, é porque somos intrinsecamente injustos.

Também observamos nisto duas pulsões do universo: masculino e feminino. O masculino sendo externo, proativo, evidente e, o feminino, sendo interno, receptivo e oculto. Todos os seres possuem estas características e o objetivo de cada ser deste universo é equilibrar estas duas funções a fim de se tornar um canal eficiente para o transporte das energias sublimes para dentro desta realidade.

Por último, o conceito que me inspirou a escrever este post: o serviço espiritual. Para a Cabalá, a Iluminação (Ruach HaKodesh) se dá dentro da experiência mundana. Não existe um evento pirotécnico e excepcional que nos leva à Iluminação. Ela sempre irá ocorrer dentro da experiência banal do dia-a-dia. No entanto, só poderemos chegar a este estágio através do árduo trabalho de refinamento pessoal e da fidelidade a um caminho espiritual (seja ele qual for). Se estivermos com o espírito aceso e fizermos nosso serviço espiritual e estudo das leis cósmicas com amor (expansão) e disciplina (contração), conseguiremos perceber a interconexão de tudo dentro do dia-a-dia. Esta capacidade é o que se chama Iluminação, pois é quando percebemos "D-us presente".

É importante observar que há uma diferença entre 'religião' e 'caminho espiritual'. A Cabalá sempre foi muito mal vista pela religião judaica oficial. Os maiores inimigos dos cabalistas sempre foram os cabeças da religião. Cabalá não é religião, é um caminho espiritual. Assim como o sufismo, o taoismo e o shamanismo, entre outras.

Pare de protelar, assuma a sua responsabilidade enquanto ser humano e opte pela disciplina liberadora de algum caminho espiritual. Aprenda a ver a beleza do paradoxo.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Tu B'Av!

O Dia do Amor!

Tu B'Av tem a energia mais positiva do ano. Para a Cabalá, "energia positiva" significa "possibilidade de expansão". É o Dia dos Namorados cabalista, quando forma-se casais!

Segundo o Prof. Sami Goldstein: "O grande cabalista Rabi Chaim Vital define o amor da seguinte forma: a palavra hebraica AHAVA (amor) tem o valor numérico 13 (todas as letras do alfabeto tem um valor e a Cabalá utiliza-se deste método, chamado guemátria – soma das letras – para explicar o universo, da seguinte forma: 1+5+2+5=13). O valor numérico do Nome de D’us é 26 (10+5+6+5). Assim, quando duas pessoas amam-se mutuamente, a combinação de seu amor (13+13), faz com que o Todo-Poderoso (26) esteja cada vez mais presente entre eles."

Portanto, temos esta energia de Unicidade (o antídoto para todos os males do mundo) neste iluminado dia. Fazemos meditações neste dia relacionadas principalmente à energia afetiva, à benção dos casais e ao Amor Incondicional.

É muito propício que Tu B'Av seja precedido de Tishah B'Av. Fazemos um grande esvaziamento na alma no dia 9 de Av.

Que o Eterno nos inunde com suas bençãos em Tu B'Av!

Lech LeShalom!

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Tishah B'Av

9 de Av está ligado à energia que se materializa em nosso corpo na coxa esquerda. É o ponto fraco onde Yaacov foi golpeado pelo anjo. Representa, portanto, a fraqueza de Yaacov.

A energia presente neste dia é ilustrada por diversos eventos negativos, no entanto, se analisarmos os arquétipos relacionados ao dia, perceberemos que ele só é um "ponto fraco" na nossa existência devido- única e exclusivamente - a nós mesmos.

O que é a contração de Tishah B'Av?

- Yaacov foi atacado e julgado pelo anjo. Ele era perfeito e nesse dia foi revelado o seu ponto fraco.

Se somos perfeitos, não evoluímos, estagnamos. Por isso, sempre teremos defeitos a serem superados. A coxa esquerda pertence à sefirah de Hod, o Refinamento e a Glória. Só atingimos a Glória quando superamos nossos defeitos. Yaacov já era imperfeito, apenas não tinha percebido isso e iria parar de evoluir. O anjo mostrou o defeito a ele.

- Temos a destruição dos 2 Templos de Jerusalém. A destruição dos templos físicos representa a destruição do templo etéreo, que é cada um de nós. Cada um de nós deve se tornar uma morada para HaShem. Todas as instruções da Torah para a construção do templo são apenas conselhos de refinamento, daquilo que devemos evitar e o que devemos cultivar para nos tornarmos uma morada para o Divino. Este templo é destruído pela noção da fragmentação, de que não estamos todos conectados, de que não somos um.

- Temos a condenação do povo que seguia Mosheh a mais 40 anos no deserto. Mosheh mandou os espiões para que vissem a Terra Prometida e eles voltaram falando dos gigantes. O povo não confiou e teve de vagar mais tempo pelo deserto. Esta é a falta de confiança no Eterno, de que tudo o que acontece no Universo é uma manifestação da revelação ou da ocultação de Sua Luz. Portanto, devemos confiar e ter certeza de que HaShem nunca nos coloca em caminhos falidos, mesmo quando se apresentam gigantes à nossa frente.

------------------
Jejuamos em Tishah B'Av não pelos eventos ocorridos e, sim, pela energia presente. Esta energia faz com que aflorem em nós:

1) Nosso ponto fraco, nosso calcanhar de Aquiles, que só é perigoso porque não temos consciência dele. Portanto, através da contração e das meditações, podemos perceber esta fraqueza e, a partir daí, superá-la.

2) A violência gratuita. Nossa consciência fragmentada tende a imperar nesse dia e guiar nossas ações. Aproveitamos, portanto, esse momento em que esta característica vem à tona para trabalhá-la.

3) A falta de certeza e confiança. A noção de que estamos separados da Fonte de Todas as Bençãos. Neste dia, tendemos a tornar-nos vítimas. Vítimas de fatalidades externas. Na verdade, esta postura nos distancia de HaShem. Temos que ter Certeza e Confiança na Luz do Mundo Infinito e este é um ótimo dia para nos reconectarmos através do esvaziamento, da contração.

-------------------
Que seja breve o dia em que Tishah B'Av se apresentará como a porta da Era de Mashiach!

Lech LeShalom

quinta-feira, 23 de julho de 2009

O Corpo

"Nós e tudo o que vemos ao nosso redor são apenas um reflexo do que está acima.

Um rei em nosso mundo é o reflexo do conceito de "reinado" acima. A doçura de uma fruta é o reflexo da doçura da Sabedoria Superior. A forma do corpo humano reflete a estrutura interna do cosmo, de forma que cada membro e órgão está em paralelo com alguma Força Divina.

Cada uma dessas coisas desce de seu lugar Divino para dentro do nosso reino material e toma uma forma tangível - de maneira que podemos captar estes conceitos Divinos desde onde eles se projetam.

Até as invenções que só surgiram na era moderna, estavam, de fato, ocultos durante todo este tempo dentro da Criação, apenas esperando que as descobríssemos e as reconectássemos com sua fonte e seu significado Divinos." - Tzvi Freeman, de acordo com os ensinamentos do Rebbe de Lubavitch (Mashiach HaMelech!)

In:
Bringing Heaven Down to Earth by Tzvi Freeman

terça-feira, 21 de julho de 2009

Sabedoria das Palavras

Palavras criam, palavras destroem universos, palavras movem as estrelas do lugar.

Assim os cabalistas se relacionam com toda a criação. Tudo o que está manifesto, se inicia a partir de uma emanação - que é o estado potencial de todas as coisas. De um conceito que define a coisa em si. De uma forma e suas características e, por fim, a sua manifestação no mundo.

Assim o universo se desenvolveu e tudo o que podemos perceber em nossa existência. Também é assim que se formam nossas conquistas e, é claro, todos os nossos problemas.

Nosso grande desafio é compreender essa dinâmica e conseguir aplicá-la em nossa vida diária, pois tudo o que está acontecendo em nossa vida, nesse instante, passou exatamente por esse processo.

As palavras são comandos, são a matéria-prima com a qual tecemos toda a existência. Idealizamos e damos forma a nossos pensamentos através do que falamos. Somos o que pensamos, somos o que falamos. Transformar nossa consciência é desconstruir-nos, desconstruir nossa forma de pensar, de falar e de agir. - Gabriel Shamai

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Nachman de Breslov

  • L'olam al yehe adam zaken, lo tzadik zaken v'lo hasid zaken. Hazikna mida meguna hi, hayav adam l'hithadesh tamid, mathil v'hozer u'mathil
  • Não devemos nunca ser velhos, nem um velho santo, nem um velho seguidor. Ser ancião é um defeito, um homem deve sempre renovar, começar e começar como novo.
  • Yesh mefursamim sh'ikar hapirsum shelahem n'ase al yedey mahloket.
  • Algumas pessoas famosas devem sua fama à controvérsia.
  • Ein ye'ush ba'olam klal.
  • Não há desolação no mundo.
  • Im ata ma'amin sh'ykholim lekalkel, ta'amin sh'yecholim letaken.
  • Se você crê que algo pode ser quebrado, creia que pode ser consertado.
  • Z'khor tamid: ha'simha einena 'inyan shuli b'masa'akh ha'ruhani - hi hyunit.
  • Lembre-se sempre: a felicidade não é algo à parte no seu caminho espiritual - é essencial.
  • Hayom ata hash m'romam. Al titen l'ymot ha'etmol v'hamahar lehashpil at ruhekha.
  • Hoje, você se sente elevado. Não permita que ontem e que amanhã o tragam para baixo.
  • L'vaker aherim v'latet lahem hargasha she'eynam retzuim - zot yakhol kol ehad la'asot. Akh l'romem at ruham u'l'ha'anik lahem hargasha tova - l'khakh drushim kisharon m'yuhad v'hashka'at ma'amatz.
  • Criticar os outros, causando-lhes mal estar, pode ser feito por qualquer um. Elevá-los e causar-lhes bem estar - isto necessita de um dom especial e de esforço.
"É uma grande mitzvah sentir-se sempre alegre. (LM2 34). É até bom fazer coisas bobas de maneira a nos alegrarmos. (ibid). É bom separar um momento específico do dia para se sentir com o coração partido e contar todos os seus problemas diante de D-us, mas o restante do dia, seja apenas feliz. (ibid) A alegria essencial vem das mitzvot." (LM 30:5)

"Hitbodedut, a meditação pessoal diante de D-us, é maior do que qualquer outra coisa. Isto é, uma pessoa deve separar pelo menos uma hora ou mais por dia para se isolar dos outros e falar com D-us em sua própria linguagem. A pessoa deve gritar para seu Pai do Céu com uma voz poderosa que vem das profundezas do seu coração. E pode ser que, apenas com este ato, todas as dúvidas e obstáculos que o estão mantendo longe do verdadeiro serviço a HaShem caiam e sejam completamente eliminadas.(LM2 46) E saiba que não é suficiente desejar [por D-us] apenas dentro do coração, pois uma pessoa deve expressar todos os seus desejos em palavras.(LM 31) Quando uma pessoa deseja algo e o expressa em palavras, uma alma é criada. Esta alma voa pelo ar e alcança outra pessoa, despertando nela também um desejo. (Ibid) Atenção! O suspiro de um Yechudi (conectado) é precioso.(LM 8) Quando oramos com toda a nossa energia , como em "toda a minha essência fala"(tehilim 35), a energia (coach) que penetra nos mundos são as 28 letras com as quais o mundo foi criado. As 10 sentenças da criação recebem suas energias destas 28 letras. As palavras qeu saem da boca desta pessoa se tornam, então, as próprias palavras de HaShem, como no verso"Eu colocarei Minhas palavras na tua boca" (Isaiah 51). (LM 48) A oração depende do coração, a pessoa deve colocar todo o seu coração nela, de forma que ela não se torne como em "Com seus lábios eles Me honrarão, mas seus corações estão longe de Mim". (Isaiah 29) (LM 49)

In: http://www.bookrags.com/quotes/Nachman_of_Breslov

domingo, 5 de julho de 2009

Hitbodedut - Meditação

"Devemos constantemente meditar (hitboded) na Presença Divina. Não devemos ter outros pensamentos em nossa mente além do nosso amor [por D-us, buscando que essa Presença Divina] se acople a nós. Em nossa mente devemos repetir continuamente: "Quando serei digno de que a Luz da Divina Presença habite dentro de mim?" - Israel Baal Shem Tov

In: Kaplan, Aryeh. "Meditation and The Bible".

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Espiritualidade

"Quando falo em espiritualidade, não estou me referindo a nenhuma igreja, sinagoga ou religião, embora respeite a todas. Refiro-me à espiritualidade que aponta para uma vivência cósmica.

Espiritualidade é uma consciência não-dual, uma consciência de participação da parte no todo que, na essência, é a compaixão e, na prática, é a solidariedade. Uma pessoa que despertou para uma dimensão espiritual, é alguém que não se vê separado do outro e do Universo.

E pergunto: Em sã consciência, você colocaria fogo no seu próprio corpo? Se você não se sente separado do outro, você entraria em guerra contra "si mesmo"? E se você não se sente separado da Natureza, você a destruiria por uma neurose de progresso compulsivo??

Testemunhamos o lado sombrio dessa "religião do progresso a qualquer custo"...

Sem sombra de dúvida, nestes últimos séculos, temos investido de forma unilateral na matéria e os frutos são notáveis!!!!

Sintetizados na tecnociência maravilhosa de que dispomos.

A grande tragédia, no entanto, é que não houve praticamente nenhum investimento significativo no mundo da subjetividade, da alma, da ética, DA CONSCIÊNCIA, da essência humana.

O resultado encontra-se nos noticiários tristes e apocalípticos de cada dia. Escaladas de violência, guerras infindáveis... A exclusão econômica desumana de uma maioria que morre de fome entre outros... A extinção em massa das espécies... A rota de colisão do ser humano com a Natureza, e todo tipo de aplicações tecnológicas irresponsáveis.

O INVESTIMENTO MACIÇO NA ALMA É A ÚNICA ESTRATÉGIA QUE PODERÁ VIABILIZAR A PERPETUAÇÃO COM QUALIDADE DE NOSSA ESPÉCIE.

De quê serve o mundo inteiro se você perdeu sua alma? Perdeu sua essência e a si mesmo?
De quê serve o mundo, se você esqueceu do Ser que lhe faz ser?

Felizmente, crise também é oportunidade. Gosto de confiar em que o ser humano será a maior descoberta do terceiro milênio." - Roberto Crema

domingo, 28 de junho de 2009

As Estrelas

"Todo evento que se produz no mundo terreno é atribuído a uma estrela em particular, dependendo de sua categoria específica. Todas as coisas terrenas são determinadas sob sua autoridade. Através dos seus sistemas, todas as coisas acontecem como resultado da influência que emana do sistema estelar, através de sua conexão com cada coisa individual.

Todo ser humano também está submetido a este sistema, e tudo o que acontece com ele é resultado de sua influência astrológica.

No entanto, também é possível que essa influência estelar seja superada por um poder maior. (...) O poder dos decretos e da influência de D-us é maior que o das estrelas, e o resultado disso, então, depende de Sua influência maior, antes que da influência astrológica." - Moshé Chaim Luzzatto, "Derech HaShem" (O Caminho de D-us)

terça-feira, 23 de junho de 2009

O Alter Rebbe e o Tzemach Tzedek

O Tzemach Tzedek estava a caminho da sinagoga (shul) quando alguém lhe pediu um empréstimo, já que era dia de mercado e aí ele poderia comprar para vender e ganhar algum dinheiro.

O Rebbe lhe pediu que voltasse depois das orações (tefilot) e continuou sua caminhada.

De repente, na sinagoga, ele percebeu que o pobre cidadão precisava de seu empréstimo AGORA, portanto, o Rebbe voltou pra casa, pegou algum dinheiro, procurou o indivíduo com grande dificuldade, lhe emprestou o dinheiro e depois prosseguiu para suas orações.

O Alter Rebbe (
Rabbi Schneur Zalman) então apareceu para o Tzemach Tzedek em uma visão, brilhando e o glorificou por sua consideração com o próximo.

O Alter Rebbe não lhe havia aparecido por muito tempo antes deste incidente; foi o favor ao próximo que lhe rendeu o mérito dessa aparição.
------------------------
Em nossa tradição, a aparição de um Justo em nossos sonhos e visões abre um portal para essa consciência e põe uma marca desse Justo em nossa alma. É portanto, um grande mérito e uma grande benção para nós quando isto acontece.

"
Devemos saber o caminho para os Palácios Celestiais, mas isto não é crucial. Só precisamos o principal - ajudar ao próximo com todo o coração, com sensibilidade, e sentir prazer ao fazer o bem aos outros."

O Baal Shem Tov dizia que alguém pode estar encarnado há 70, 80 anos somente para fazer um favor a alguém. Portanto, faça todos os favores que puder com prazer de estar servindo a HaShem.

In: Hayom Yom for Shabbos, 28 Sivan, 5769. (To subscribe via e-mail, write to: listserv@JewishMail.org Subscribe: D-2)


segunda-feira, 22 de junho de 2009

O Campo Espiritual

"A Criação, de modo geral, consiste de duas partes básicas: o físico e o espiritual.

O físico é o que experientamos com os nossos sentidos e isto, por sua vez, é dividido em terrestre e astronômico. O astronômico inclui corpos celestes, como as estrelas e os seus planetas. O terrestre inclui tudo o que está na esfera inferior: a terra, a água e a atmosfera, e todas as coisas detectáveis neles contidas.

O espiritual é composto por todas as entidades que não são físicas e que não podem ser detectadas por meios físicos Elas, por sua vez, estão divididas em duas categorias: almas e seres transcendentais.

As almas compreendem uma classe de entidades espirituais destinadas a entrar nos corpos físicos. Elas existem para ficarem circunscritas por e fortemente ligadas a esses corpos, agindo sobre eles de várias maneiras, em épocas diferentes.

Os seres transcendentais compreendem uma clase de entidades espirituais que não estão destinadas a serem associadas aos corpos físicos. Eles estão divididos em duas categorias. A primeira categoria é composta pelas Forças (Kohot) e a segunda, pelos anjos.

(...)No entanto, há outra classe, como que intermediária entre o espiritual e o físico. Ela consiste nas entidades que não podem ser detectadas por meios físicos, e não estão restringidas pelos limites e as leis da matéria detectável comum. Por este motivo, elas poderiam, erroneamente, ser consideradas espirituais. Contudo, a sua essência é muito diferente daquela da classe angélica, apesar de serem parecidas com ela, em alguns aspectos. (...) Portanto, são consideradas como uma classe separada, isto é, a dos Shedim (demônios).

(...)
Porém, de todas as coisas que existem, somente e exclusivamente o ser humano é composto de dois opostos absolutos, isto é, uma alma espiritual e um corpo físico. Nada mais, em toda a criação, tem essa qualidade em comum com ele." - Moshé Chaim Luzzatto, "Derech HaShem" ("O Caminho de D-us")

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Baal Shem Tov

"O mundo é novo para nós a cada manhã - este é o presente de D-us; e todo homem deveria crer que ele renasce a cada dia."

In: http://www.brainyquote.com/quotes/authors/b/baal_shem_tov.html
------------------------
Por isso, todas as manhãs somos comandados a recitar o "Modê Ani":

מודה אני לפניך מלך חי וקיים שהחזרת בי נשמתי בחמלה, רבה אמונתך

Modê Ani Lefanecha Melech Chai VeKayam, Shehechezarta Bi Nishmati Bechemlá Rabá Emunatecha.

("Modá" para as mulheres)

In: http://roadsiderambles.blogspot.com/2008/08/modeh-ani.html

"Eu Te agradeço, Rei vivo e eterno, porque Tu restauraste com graça minha alma; grande é Tua confiança."

É importante agradecermos a oportunidade de transformar nossa vida a cada amanhecer, receber com amor nossa "nova alma" a cada dia.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Purifique o Tempo

Em cada dia, encontre um ato de bondade e beleza que pertence somente a esse dia.

In: Bringing Heaven Down to Earth by Tzvi Freeman

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Moshe Chaim Luzzatto

"...uma pessoa deve encontrar-se desenraizada do mundo e enraizada no serviço Divino. Em relação a todos os eventos do mundo, ela deve estar contente e ser capaz de lidar com qualquer coisa que venha em seu caminho..."

"Há o medo apropriado e o medo tolo. Há a confiança e há a imprudência."

In: http://www.shalomdc.org/page.aspx?id=157655

segunda-feira, 15 de junho de 2009

A Proposta Cabalista

Não precisamos fazer muito esforço para perceber que há algo muito errado no mundo.

Guerras, desequilíbrio climático e desastres nos arrebatam constantemente. O que precisamos entender é que o mundo todo está em conflito, não pelas diferenças culturais ou ideológicas, mas porque esse conflito esta dentro de nós. Nosso desequilíbrio emocional, a falta de coerência entre nossas ações e pensamentos, faz de nós indivíduos em permanente contradição. Todo o universo se sustenta através do princípio de inter-inclusão, ou seja, o universo se desenvolve a partir de reações em cadeia. Portanto, o que percebemos como uma realidade em desarmonia é o reflexo de nosso interior, somos o foco de emanação e origem desse desequilíbrio.

Quando compreendemos essa relação, descobrimos qual é o verdadeiro propósito da existência.

Se quisermos mudar o mundo, precisamos mudar nosso interior, precisamos remover o conflito de dentro de nós. Para isso, primeiro precisamos mudar nossa consciência e ao fazê-lo nossa vida terá mais sentido.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Nachman de Breslov

"Devemos sempre desejar fazer o que D-us quer. O desejo em si é muito precioso. O principal é a sua vontade. Qualquer bem que você possa fazer além - uma boa ação aqui, aprender um pouco de Torá, ou fazer uma oração ali -, melhor. Faça tanto quanto você puder, enquanto você puder, porque a única coisa que restará de todo o seu trabalho neste mundo será a sua vontade de fazer o bem e quaisquer ações sagradas que você pôde realizar aqui durante a sua estada." - Lichutei Moharan.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Shemah Yisrael

Somos comandados a fazer o "Shemah" 3 vezes ao dia.

A palavra hebraica "Shemah" nos dá uma dica sobre estas 3 orações diárias:

A primeira letra, Shin, é de "Shacharit" - a oração da manhã.

A segunda letra, Mem, é de "Minchah" - a oração da tarde.

A terceira letra, Ayin, é de "Arvit" (Maariv) - a oração da noite.


In: http://www.sichosinenglish.org/general/daily-rambam/021.htm

Despertar as Centelhas

Todos os problemas do mundo se originam da ocultação da Luz. Nosso trabalho, portanto, é corrigir isto. Onde quer que encontremos Luz, devemos romper sua cápsula, expondo-a para todos, deixando que ela brilhe até os mais sombrios confins da Terra. Especialmente, a Luz que nós mesmos contemos.

Em: "Bringing Heaven Down to Earth by Tzvi Freeman" - tzvif@aol.com