quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Fazer o bem sem justificar a quem...

"O mundo não é um lugar razoável. Encontre-o em seus próprios termos: Quando fizer algo bom, faça-o além da razão.

*
É assim que as trevas encontram sua saída: Primeiro, elas concordam com tudo o que fazemos. Quando decidimos meditar, elas nos dizem: "Sim! Medite! Desta forma você se tornará um grande sábio!" Quando escolhemos fazer uma boa ação, elas falam "Sim! Você é tão maravilhoso! Pense no que os outros nos farão por causa disto!"

Pouco a pouco, elas nos convencem de que tudo de bom que fazemos precisa de sua aprovação. E, então, você cai na sua armadilha.

Faça o Bem sem razão. Assim, não há armadilhas." - Tzvi Freeman

6 comentários:

Beta disse...

Florzinha, eu n"ao consigo ler esse blog porque na tela do meu computador do trabalho as cores do texto e do fundo ficam quase iguais... Apesar disso, elas são lindas.
beijos

Moriah disse...

Ah! Vou trocar Beta! Vou clarear o fundo!

Ocho disse...

"Fazer o bem, sem olhar a quem", foi que tinha ouvido numa preleção dos ensinamentos da Doutrina Espírita, mas independentemente de filosofia ou religião, todos nós temos o dever de ajudar ao próximo.. e aconteça o que acontecer, somos felizes!!

Um ótimo dia a vc!!! Beijos

Beta disse...

Obrigada, Flo! Gostei do post também, agora que consegui ler :)

"A Nerd do Inferno" disse...

Krishna disse pra agir sem apego ao fruto, o que é chamado de reta ação, ou, karma yoga. Agir sem pensar na recompensa, etc.

Também gosto da frase de Sêneca "A recompensa de uma boa ação é tê-la feito."

E também a de Sri Ram: "Nunca falhe em espargir amor, mesmo diante de qualquer falta de resposta, real ou imaginada."

E também tem a superação da mente proposta pelos tibetanos, que nos dizem pra dominar nossa vaidade, pra que de fato o que façamos tenha uma intenção pura, que permita ser a ação não seja boa apenas na aparência.

Também lembro de outros que dizem coisas parecidas, mas o comentário ficaria muito longo... Esse texto que vc publicou sintetiza ricas entrelinhas...

O que eu percebo é que quando as pessoas falam coisas que são REALMENTE sábias, não há como haver discordância. Por isso eu gosto da Fraternidade Universal.

beijos!

Moriah disse...

Ah, com certeza. Como diz o meu mestre, "A verdade do sagrado se dá nos encontros."

Quando todos estão dizendo a mesma coisa, ali está a Verdade.

Beijos!