quinta-feira, 13 de maio de 2010

Mês de Sivan

Usei a configuração da Congregação Judaica do Brasil pra escrever o texto, mas na verdade, juntei informações de várias fontes minhas.

O Omer se suaviza muito depois de Lag BaOmer. E mais ainda, depois do Rosh Chodesh de Sivan.

Segundo a astrologia cabalística, dentro de cada mês todo o Universo adquire as características de determinado Mazal (constelação).

A partir de hoje, 13/05, às 18hs, entraremos em Sivan, mês do Mazal Teomim (Gêmeos).
                                           
Aqui vai um resumito:

SIVAN

É o terceiro mês da roda astrológica cabalista. É um mês de expansão, onde somos propelidos ao progresso pela extrema contração do Omer.

É o mês da outorga da Torah, portanto, é um mês onde podemos alcançar a maturidade espiritual.

LETRA: Zayin.

Seu valor é 7.

Na parashá de Behaalotechah  (que sempre cai no mês de Sivan), há um trecho que se inicia com uma letra Nun ao contrário e termina com outra letra Nun ao contrário. Dizem os nossos sábios que isto foi feito para que houvesse 7 livros na Torah, ao invés de 5.

O número 7 é o número que mais aparece dentro da Torah. Está relacionado à plenitude do recebimeto dessa sabedoria espiritual.

Zayin é também uma "arma" e a utilizamos para cortar nossa negatividade.

Zayin rege a constelação de Gêmeos.

ZODÍACO: Teomim (gêmeos).

Representam as duas Tábuas da Lei recebidas por Moisés.

Mostra que tudo se resume a um trabalho dual, receber e compartilhar, expansão e contração, mitzvot negativas e mitzvot positivas.

Assim, este mês equivale a Tiféret, que internamente possui o arquétipo de gêmeos: Yacov e Esav. Não são gêmeos idênticos e são opostos.

Também temos aqui o casamento entre D-us e Israel. No Shir HaShirim (Cântico dos Cânticos), os amantes são chamados de gêmeos, já não como opostos, mas sim, como semelhantes complementares.

Segundo o Kabbalah Center: "Não há melhor professor do que um geminiano com um grau firme de certeza. Como um signo de comunicação, Gêmeos pode ser um canal perfeito, que pode aprender, compreender e ensinar. O ideal para um geminiano é ser um canal para o máximo de pessoas possível, especialmente para aqueles que estão perdidos em seu caminho, e ajudar os outros a alcançar seu próprio estado de certeza pessoal."

LETRA: Resh

Valor 200.

Rege o planeta Mercúrio.

A letra resh está presente no mês de Elul, que é um mês contraído. Em Elul, plantamos sementes para o ano seguinte. Em Sivan, temos a oportunidade de colhê-las (boas ou ruins).

PLANETA: Cochav. (mercúrio). Cochav se escreve CAF+VAV+CAF+BEIT

Caf+Vav=26=guematria do Tetragrama

Caf+Beit=22=letras criadoras do Universo, caminhos que interligam as Sefirot.

Basicamente, ele se refere a canais de comunicação. O Tetragrama e as letras são vias de manifestação para a Luz. Por isso, Mercúrio é um planeta ligado à comunicação.

Segundo o Kabbalah Center: "Mercúrio é o planeta da comunicação, o que significa que possui as qualificações de um cabo elétrico, uma linha telefônica, um professor, um conselheiro, um contador de histórias – basicamente tudo o que pode transferir qualquer informação do ponto ‘a’ ao ponto ‘b’."


COMBINAÇÃO DAS LETRAS: RESH+ZAYIN

Somam 207, que é a guematria de OR, Luz.

Formam a palavra RAZ, que é segredo.

Com esta combinação revelamos a Luz. Basicamente, este é o significado de Shavuot, quando a Torah nos é revelada.

Ela é revelada após o refinamento feito durante o Omer, onde revelamos as clipót que ocultam a centelha divina de todos os eventos.


TRIBO: Zevulun.

Aqui mais uma vez, o sentido dual do mês permanece. Zevul é céu, e a outorga da Torá é o casamento entre Céu e Terra, como o Shabat (7o. dia).

A tribo de Zevulun trabalhava em conjunto com a de Yissachar (Touro). Zevulun provia o sustento material para que Yissachar se dedicasse ao estudo da Torah. Yissachar e Zevulun constituiam um binômio e é disso que vem a imagem dos gêmeos que deu nome ao Mazal.

Segundo o Ari, o propósito de Zevulun vem de Kether, enquanto o de Yissachar vem de Chochmah. Aqui vemos que é mais importante um propósito ligado ao Propósito Superior do que o resultado, a aparência física que isto pode ter.

Muitas vezes, podemos achar que Zevulun se apresenta muito materialista, mas na verdade, há que se ver a qual propósito esta materialidade serve.


SENTIDO: caminhada (progresso).


Segundo o Chabad: "Aqui, "caminhar" significa o sentido de contínuo progresso. Cada lei da Torá é chamada uma halachá, da palavra "caminhar". Nossos Sábios interpretam o versículo: "as caminhadas do mundo são para Ele" (Habakuk 6:4), que aquele que estuda halachá diariamente com certeza merecerá o Mundo Vindouro.
A Torá nos proporciona a força para caminhar adiante, deixar nosso local de origem a fim de encontrar e elevar as centelhas Divinas caídas presentes em toda a realidade. E assim se afirma sobre Zebulun: Seja feliz, Zebulun, quando sair" (Devarim 33:18)."



EQUIVALÊNCIA NO CORPO HUMANO: Pé esquerdo


Ainda segundo o Chabad: "Quanto a qualquer par de "direito" e "esquerdo", o direito é relativamente espiritual, ao passo que o esquerdo é relativamente físico. Nas palavras de Nossos Sábios: "Ele estendeu Sua mão direita e criou os céus e estendeu Sua mão esquerda e criou a terra."

Como vimos acima, a fala, o sentido de Nissan, é controlada pelo pé direito. Caminhar, o sentido de Sivan, é controlado pelo pé esquerdo. A fala assemelha-se ao caminhar, pois encontramos freqüentemente na Bíblia a expressão "língua caminhante". Apesar disso, a fala é relativamente mais espiritual que o caminhar (embora ambos possuam uma dimensão interior espiritual: fala – o sentido de liderança; caminhar – o sentido do progresso).

Encontramos em Mishlê (10:9): "Aquele que caminha com sinceridade caminhará com segurança." Sinceridade (temimut) é a propriedade do pé esquerdo (a sefirá de hod); segurança (bitachon) é a propriedade do pé direito (a sefira de netzach; confiança dá à pessoa a capacidade de falar claramente sem "gaguejar" [que na boca corresponde a "tropeçar" para os pés]). Assim, o versículo sugere que a pessoa deveria caminhar "esquerda, direita…," pois é o pé esquerdo que governa o ato geral de caminhar."



FESTA: Shavuot.


MITSVÁ: Estudo.


Segundo a CJB: "O despertar de uma nova consciência é ato amoroso, uma aliança entre quem ilumina e quem é iluminado."

2 comentários:

mariah disse...

muito bom mesmo!! aqui está as respostas na qual eu procurava. Vc é boa mesmo garota!!! uma verdadeira RAV ! shabbat shalom e muita luz !!!

Moriah disse...

Maria, vc é uma figura muito fofa mesmo! Um beijo!